• ENEjr

Como corrigir o fator de potência?

Atualizado: 11 de Out de 2019


Essa é uma daquelas ótimas perguntas, e que mais uma vez, está relacionada a um possível gasto desnecessário de dinheiro, por parte de você, meu caro cliente. Mas não se preocupe, a ENEjr está aqui para te ajudar a entender o que é isso, e solucionar os seus problemas, aumentando a eficiência energética da sua empresa.


Primeiramente, vamos definir rapidamente alguns conceitos básicos, como por exemplo:


Potência ativa: Medida em kW (quilo Watts), seria aquela potência que de fato realiza trabalho, gerando movimento, luz, etc.


Potência reativa: Medida em kVAr (quilo Volt-Ampere Reativo), seria aquela potência que mantém e cria os campos magnéticos das cargas indutivas.


Potência aparente: Medida em kVA (quilo Volt-Ampere): Seria a multiplicação da tensão pela corrente, a potência instantânea.


E enfim, o fator de potência, que seria a razão entre a potência ativa e a potência aparente, indicando a eficiência do uso da energia, uma medida de quanto da potência elétrica consumida, está sendo convertida em trabalho útil.


E o motivo de preocupação, e também o de termos escrito este texto, é que, existe um mínimo fator de potência permitido para as contas de energia, 0,92, no qual, caso o cliente estiver abaixo desse valor, por causas como: transformadores trabalhando em vazio, ou com baixa carga, motores de indução, e até mesmo o uso de lâmpadas fluorescentes, dessa forma, a concessionária deve aplicar multas na fatura de energia.

Agora sim, respondendo o título deste texto em questão, a correção do fator de potência é uma medida que visa diminuir o consumo e a demanda reativa absorvida da rede de fornecimento, sendo essas responsáveis por multas cobradas aos clientes pela concessionária.

E como é feita essa correção? Através da instalação de componentes que possam fornecer essa demanda e consumos reativos necessários para as cargas presentes na instalação, deixando de exigir da rede tal fornecimento, extinguindo as multas cobradas e aumentando a eficiência dos motores e da empresa.


E se você ainda não está convencido, se realmente deve investir em uma correção do fator de potência, realizado pela ENEjr, lhe apresentamos mais algumas vantagens:


· Aumento da vida útil dos equipamentos e instalações;


· Redução de corrente reativa que circula na rede e consequente redução de perdas térmicas de energia;


· Retorno de investimento em banco de capacitores (payback) geralmente menor do que um ano.


Neste momento você já deve estar convencido que investir em nosso projeto é a melhor alternativa, isto porque, a ENEjr é uma organização privada sem fins lucrativos, vinculada à Universidade Federal de Santa Catarina, que trabalha com consultorias em eficiência energética e situa-se em Araranguá.


ENEjr, e como eu posso obter este benefício? A correção do fator de potência é feita através de análises do memorial de massa fornecido pela concessionária, onde é projetado o banco de capacitores considerando o pior cenário, garantindo a total exclusão das multas cobradas pelo baixo fator de potência.


Ficou interessado? Tem alguma dúvida? Entre em contato com a nossa equipe, e solicite um orçamento. Teremos prazer em atendê-lo.

185 visualizações
  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - Círculo Branco
  • LinkedIn - Círculo Branco

Empresa Júnior de Engenharia de Energia. ENEjr.

2020.

Araranguá, Santa Catarina